Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM!

ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM!

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Amiga de longa data, Roseana está apreensiva com delação de Geddel

Geddel Vieira Lima e Roseana Sarney 
são amigos de longas datas do PMDB.
Em depoimento à Justiça Federal em Brasília nesta terça-feira (6), o ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima (PMDB) declarou ter sido jogado em um “vale dos leprosos” por “amigos de longa data”.

O interrogatório foi feito no âmbito de ação penal a que ele responde por suposta tentativa de barrar a delação premiada de Lúcio Funaro, apontado como operador do PMDB em esquemas de corrupção.

A delação foi homologada no início de setembro de 2017. O caso, investigado na Operação Cui Bono?, levou o peemedebista pela primeira vez à prisão, em julho de 2017, antes da descoberta do bunker dos R$ 51 milhões.

Amiga de longa data de Geddel, Roseana Sarney (PMDB) anda apreensiva com o resultado do depoimento feito pelo ex-ministro. Uma investigação do governo federal está em curso para apurar o destino de parte dos recursos repassados ao Governo do Maranhão em 2009 com o objetivo de recuperar rodovias em quase 70 municípios do estado.

Os recursos deveriam ter recuperado rodovias após uma enchente no estado. Uma auditoria interna do Ministério da Integração Nacional orienta a glosa de R$ 18 milhões – com valores atualizados – em contrato realizado por aquele órgão e o governo do Estado.

Geddel Vieira Lima era o ministro à época. E Roseana Sarney, a governadora. Parte dos processos foi assinado por seu vice, o hoje senador João Alberto (PMDB).

A tensão no ninho sarneyzista é que o depoimento de Geddel possa atingir ou Roseana ou o próprio José Sarney (PMDB), outro amigo de longa data de partido do ex-ministro. (Do Domingos Costa)


Nenhum comentário:

Postar um comentário