Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

sábado, 30 de abril de 2016

Agritec Codó: Maranhão recebe mais de R$ 14 milhões para investir na agricultura familiar

IMG_20160428_183358 
A Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec) do Território dos Cocais iniciou, nesta quinta-feira (28), em Codó, com uma novidade para o Maranhão. O estado receberá mais de R$ 14,5 milhões do Governo Federal para ampliar a capacidade produtiva e qualidade de vida das famílias rurais no interior do estado.

Na abertura da Agritec Codó, Solange Amarilis, da coordenação do Projeto Água Doce do Ministério do Meio Ambiente (MMA), oficializou junto ao Executivo Estadual, o investimento de R$ 9.667.110,79 milhões para beneficiar 11.500 pessoas.

O convênio tem o objetivo de fornecer água de qualidade para consumo humano e pretende instalar 30 sistemas de dessalinização, entre eles, três serão sistemas de arranjo produtivos abrangendo os municípios de Codó, Caxias, Coroatá, São João do Sóter, Timbiras, Aldeias Altas, Duque Bacelar, Itapecuru, Pirapemas, Araioses, Água Doce, Primeira Cruz e Chapadinha. O público alvo são agricultores familiares, comunidades quilombolas e assentados de programas dos governos estadual e federal.

“Com a assinatura do convênio, o Maranhão passa a ser o décimo estado da federação a ser beneficiado com as ações do Programa. É uma satisfação trabalhar em parceria com um governo que trabalha para que os recursos cheguem a quem mais precisa”, enfatizou Solange Amarilis, da coordenação do Projeto Água Doce do Ministério do Meio Ambiente.

O secretário de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração, Glauco Mendes, também firmou parceria com o Governo do Estado e assinou acordo de responsabilidade de empenho na ordem de R$ 5 milhões do Programa ‘Água Para Todos’ para construção de barreiro e kit de sistema simplificado para beneficiar produtores dos municípios de Duque Bacelar, Chapadinha, Vargem Grande, Codó e Caxias.

O secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares disse que, passo a passo, estão sendo construídas políticas públicas para todos os maranhenses ao serem aplicados corretamente os recursos públicos. “Vamos continuar apoiando a produção e os agricultores familiares. Acreditamos que esse é o caminho correto, investir na educação e na produção. Nós temos uma crença profunda de que estamos no caminho correto”, destacou o secretário.

Adhemar Lopes, secretário Nacional de Reordenamento Agrário do Ministério do Desenvolvimento Agrário, durante o evento parabenizou a SAF pelo empenho para destravar os recursos do crédito fundiário na ordem de R$ 11.781.232,55 para execução de Subprojetos de Investimentos Comunitários (SIC).

A ação está garantindo as condições de infraestrutura básica e produtiva aos agricultores familiares por meio de associações de trabalhadores rurais. A Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF) operacionaliza os empreendimentos rurais que beneficiam centenas de famílias assentadas pelo programa no Maranhão. A ação é executada por meio da Unidade Técnica Estadual (UTE), que coordena o crédito fundiário no estado.

Dona Maria de Jesus (Dijé), coordenadora do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu, representando todos os movimentos sociais, agradeceu a oportunidade que o Estado está dando para as quebradeiras mostrarem seus trabalhos e como cuidar da natureza. “Nós tiramos nosso alimento da natureza e a preservamos. Sem agricultura familiar não é possível a sobrevivência das famílias, aqui é um espaço de muito aprendizado”, declarou.

Abertura da Agritec
Além dos importantes anúncios de investimento do Governo Federal, na abertura da Feira foi entregue três motos e três GPS para a regional da Agerp de Codó executar o Cadastro Ambiental Rural (CAR), e beneficiar agricultores familiares, comunidades e povos tradicionais. O CAR é uma ferramenta utilizada para auxiliar o processo de regularização ambiental de propriedades e posses rurais.

Na ocasião, foram firmados contratos de financiamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) que beneficiarão agricultores do município de Codó com a concessão de créditos bancários para ampliar a produção da família produtora rural. Foram entregues ainda 18 kits feira para atender a regional de Codó. O kit é composto por: barracas, balanças, caixas plásticas, gaiolas, caixas de isopor, pallet, jalecos, bonés e camisas.

O Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma) entregou títulos de terra de 1.517 hectares para a Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Riacho Seco, beneficiando 32 famílias.

A Agritec é uma realização do Governo do Estado do Maranhão, por meio do Sistema SAF, composto pela Secretaria de Agricultura Familiar (SAF), a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp) e o Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), em parceria com Embrapa/Cocais, Sebrae, Prefeitura municipal de Codó e Movimentos Sociais como a Aconeruq, Fetaema, Fetraf-MA, MIQCB e MST.

A Feira é uma verdadeira vitrine de oportunidades para o homem do campo, pois é um espaço de capacitação e acesso às novas tecnologias, de modo que ele possa melhorar sua produção quantitativa e qualitativamente.

Participaram da abertura o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, presidente do Iterma, Mauro Jorge, prefeito de Codó Zito Rolim, secretario de estado do meio ambiente Marcelo Coelho,vereador de Codó Pedro Belo, secretários estaduais e municipais, vereadores, lideranças e representantes dos movimentos sociais.

Governador empossa novos secretários de Saúde e de Articulação de Políticas Pública


O governador Flávio Dino empossou, nesta sexta-feira (29), dois novos secretários de Estado, assumindo Carlo Eduardo Lula, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), e Marcos Pacheco, a Secretaria Extraordinária de Articulação de Políticas Públicas. Durante a solenidade, realizada no Palácio dos Leões, o governador explicou que a reordenação administrativa pretende potencializar ainda mais as políticas de Governo. 

Após agradecer aos dois novos secretários pela coragem de aceitar as missões, o governador lembrou que o maior desafio agora é gerir, diante da crise internacional que afeta os Estados e municípios. Ele adiantou, no entanto, que tem confiança no bom desempenho dos dois secretários.

“Sabemos que nenhuma crise é para sempre. Elas vêm e voltam. Assim como o mar e as espumas, essa crise passará e ficará a certeza do nosso legado para as próximas gerações de maranhenses de um Governo honesto, digno e honrado e que trouxe muitos resultados para o nosso povo”, defendeu o governador Flávio Dino que completou, “Marcos Pacheco deixa a secretaria muito melhor do que encontrou”.

O advogado Carlos Lula, que assume a titularidade da SES, destaca que a meta é desenvolver ainda mais a saúde do Maranhão, diante do cenário de diminuição dos recursos. “A política de saúde é uma política de Estado. A gente mantém o que já estava planejado desde o início. A nossa ideia é melhorar os serviços que nós temos e com um grande desafio de, em um ano de crise, como o ano de 2016, abrir novos serviços”, apontou Carlos Lula, destacando a abertura de novos hospitais como a principal meta do ano.

Já o secretário Marcos Pacheco, que antes ocupava a SES, assume a Secretaria Extraordinária de Articulação de Políticas Públicas. Criada pelo governador Flávio Dino, a pasta pretende fazer uma interlocução entre as diferentes políticas de governo.

“Essa secretaria tem uma finalidade bem clara e objetiva, que é fazer a interseção entre todas as políticas, principalmente de Saúde e de Educação, porque são políticas que tem que estar muito próximas”, explicou Marcos Pacheco, lembrando que as várias áreas precisam estar sempre em diálogo para que os programas sejam executados, é o caso, por exemplo, da cooperação que existe entre a Saúde e a Secretaria da Mulher para uso conjunto das carretas de mamografia, ou o relacionamento entre as políticas de saúde e segurança, para evitar acidente que superlotam hospitais.

Polícia do Maranhão apreendeu 145 armas de fogo nos últimos 30 dias


Um mês após a edição da Medida Provisória nº 219/16, que premia policiais civis e militares pela apreensão de armas de fogo, a Polícia Militar do Maranhão (PMMA) computou a apreensão de 145 armas de fogo no estado, dentre as quais 70 apenas na capital. Anunciada pelo governador Flávio Dino, a MP integra o plano de ação do Pacto pela Paz e já ecoa entre as forças policiais do Maranhão como reconhecimento ao trabalho desenvolvido e colabora para o aumento da produtividade e dos resultados.

“Por uma medida do nosso governo os policiais militares e civis que conseguirem apreender armas de fogo estão recebendo um prêmio, uma gratificação. Entregamos os primeiros prêmios para os policiais civis e militares que participaram de ocorrências, inclusive, muito importantes, a exemplo dos policiais civis que foram responsáveis pela apreensão de fuzis que foram usados em um grave assalto que houve na cidade de Santa Luzia. Todos os assaltantes foram presos e as armas que foram usadas foram apreendidas pelos policiais e nós, por isso, reconhecemos em nome de toda a sociedade o trabalho desses policiais”, explica o governador Flávio Dino.

De acordo com o comandante geral da Polícia Militar do Maranhão, coronel Frederico Pereira, o reforço pecuniário, o tratamento respeitoso e humano, refletem no resultado final do trabalho, que é a redução dos índices de criminalidade. “O efeito principal dessa medida não é nem o fato de o policial receber o dinheiro, mas a atenção que o Governo do Estado está dando à segurança pública. À medida que o governador se preocupa em incentivar o policial desta maneira, é um sinal claro do carinho que ele tem por esse setor, sem desmerecer os demais. Também é importante o policial poder acrescentar ao seu orçamento um prêmio em dinheiro que vai ajudá-lo. A medida foi muito bem aceita e festejada pelo público; os policiais estão mais imbuídos ainda, porque eles já são policiais compromissados”, relata o comandante da PMMA.

Para ele, o trabalho de retirada de circulação de armas de fogo é valoroso no contexto de mitigação do comportamento criminoso. “Quando você tira uma arma de circulação, você evita uma série de crimes – roubos, homicídios, estupros. Temos apreendido muitas armas de fogo, o que enfraquece os ladrões, que vão ter ‘problema’ para prática de assaltos de mãos limpas”, exemplifica o coronel Pereira.

Pela medida, armas de fogo apreendidas em flagrante valem uma premiação com valor variável entre R$ 300 e R$ 1.500, a depender do calibre da arma e das circunstâncias em que foi apreendida. A apreensão de um revólver, por exemplo, recebe premiação de R$ 300; a de uma pistola, de R$ 500 e a de um fuzil, R$ 1500. Uma premiação anual aos três policiais que mais apreenderem armas de fogo também é oferecida/; eles serão contemplados com R$ 20 mil cada na aferição de rendimento ao final do ano.

Tropa motivada

O comandante aponta que um conjunto de ações de valorização promovidas pela gestão estadual tem permitido um fôlego novo à tropa, garantindo esperança e um clima organizacional favorável e sadio. “Quando os colaboradores de uma empresa estão satisfeitos, eles levam isso para fora, tendo mais paciência e tranquilidade no atendimento. Aqui funciona de modo semelhante, mas considerando a hierarquia militar. O lucro da polícia é a redução da criminalidade e a satisfação do cidadão, que é o nosso cliente”, compara o coronel Pereira. Segundo ele, a MP também estimula uma competitividade saudável entre os batalhões.

O sargento Josinaldo Ribeiro Lopes, que comanda a equipe Albatroz do 8º Batalhão da PMMA, cita a metodologia utilizada por eles para a eficácia nas ações. “Nossa prioridade é cobrir a área Cohab/Cohatrac, área comercial extensa com alto índice de roubo a pessoa, a veículos e assaltos a estabelecimentos comerciais. No ano passado, apreendemos 108 armas de fogo. Devido à facilidade do deslocamento da moto, temos muito êxito com o fator surpresa e também devido aos meliantes utilizarem esse veículo no horário de pico para facilitar a fuga. A medida do Governo veio em momento oportuno, valorizando o serviço do policial na rua”, afirma o sargento.

A tenente Sâmara Jovita de Souza considera a iniciativa um ganho em motivação para os policiais, que, para ela, tem desempenhado o papel social com afinco. “Somos profissionais, fazemos a nossa parte, porque o nosso serviço é esse: prender os criminosos e combater a criminalidade. Mas a iniciativa do governador de fazer essa gratificação é mais uma forma de reconhecimento para nós e isso estimula, para que a gente produza mais, dê mais de si e se esforce cada vez mais”, garante Sâmara.

Ela conta que, na última apreensão de armas de sua guarnição, a equipe buscava capturar um acusado de latrocínio no bairro do São Raimundo. “Estávamos à procura de um indivíduo que estava realizando vários assaltos no São Raimundo e também é suspeito de ter cometido um latrocínio na área de um senhor que estava com as netas, tentou reagir ao assalto, foi baleado e veio a óbito. Fomos patrulhando por lá, recebendo algumas informações de onde o meliante poderia estar até que realizamos um cerco e conseguimos capturá-lo e, com ele, estava uma arma de fogo calibre 38 com duas munições”, narra a tenente.

O comandante do GTM do 1º Batalhão da Polícia Militar – batalhão campeão na apreensão de armas em abril, com 16 armas retidas -, subtenente Lumes de Moura Silva, tem 27 anos de Polícia Militar e corrobora com a opinião de Sâmara. “O incentivo veio em boa hora. A gente trabalha visando tirar armas de rua, drogas de circulação e elementos que cometem delitos na sociedade. Com o apoio da população, através de denúncias, temos conseguido bons resultados”, comentou. O GTM atua em bairros da região Itaqui-Bacanga, no Maracanã e na Vila Maranhão.

Memória

No último dia 20, o governador Flávio Dino reuniu a cúpula da segurança pública e os doze primeiros policiais que lançaram mão da medida em uma solenidade que homenageou o empenho no desarme de criminosos. Na ocasião, Flávio entregou certificado aos agentes de segurança pública pela ação, parte do Programa Estadual Pacto Pela Paz. Eles também serão recompensados financeiramente pela apreensão das armas. O governador destacou que a iniciativa representa um estímulo moral e material pela eficiência, coragem e destemor dos policiais e funciona como um elemento simbólico do novo momento vivido pela polícia maranhense.

Ações do 'Caravana Mais Esporte e Lazer' já beneficiram mais de 20 mil maranhenses


A ‘Caravana Mais Esporte e Lazer’, que proporciona a prática de atividades esportivas e de entretenimento aliados à educação e à cultura, já beneficiou mais de 20 mil maranhenses em nove municípios contemplados pelo programa. O projeto integra o amplo programa do Governo do Estado que, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), impulsiona, dá maior acesso e fortalece ações de inclusão social pelo esporte no Maranhão.

Em menos de três meses, a caravana já esteve em São Luís, Paço do Lumiar, Axixá, Parnarama, Açailândia, São Francisco do Brejão, Bequimão, Cururupu e Bacuri, levando uma programação diversificada, que permite a integração cidadania e oportunidades para milhares de crianças, jovens, adultos e idosos.

“Com este programa levamos diversão e confraternização para milhares de maranhenses, proporcionando momentos de alegria e despertando bons valores humanos, como a amizade, o coletivismo, a fraternidade e o pleno exercício da cidadania, fatores importantes para eliminar a violência e promover a paz”, disse o secretário de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), Márcio Jardim.

Sonho e oportunidade
No município de Paço do Lumiar, uma grande fila se formou ao lado da piscina de bolinhas e para ter alguns minutos de diversão a pequena Nádja Sousa, de 11 anos, garantiu que valeu a pena esperar pela Caravana. “Gostei muito das brincadeiras. Foi a minha primeira vez na piscina de bolinhas. Realizei um sonho”, comentou sorridente.

A participação efetiva dos moradores é um outro ponto muito importante da ‘Caravana Mais Esporte e Lazer’. A população dos bairros atendida pelo projeto conduz e monitora as atividades na condição de contratados para aquela etapa. “Nossas crianças se divertem e a gente ainda pode ganhar um dinheirinho sendo monitor. Muito bom”, reiterou a balconista Antonildes Santana, 28 anos.

Cultura e Educação

A gama de atividades inclui jogos de futebol, basquete, handebol, futebol de salão, voleibol, jogos de mesa como dama, xadrez, tênis de mesa, aulas de karatê, judô, e baralho para todas as faixas etárias; lazer para o público infantil com casinha de bolinhas, escorrega inflado, recreação, pintura, brincadeiras, animadores, dança, teatro, música e uma série de atividades de lazer e físicas adaptadas ao público idoso.

A programação conta, ainda, com os palhaços contadores de histórias, que levam mais alegria e arrancam milhares de gargalhadas tanto da criançada envolvida brincadeira, quanto dos pais que assistem o espetáculo; e sessões do Cine Esporte, com a montagem de cinema em praças e espaços públicos, que veicula vídeos e filmes com temáticas esportivas. Toda a estrutura para as ações é disponibilizada pelo projeto.

Cronograma

A Caravana contempla, no mês de maio, os municípios Arari (dia 01), Alcântara (dia 08), Alto Parnaíba (dia 18), Imperatriz (dia 27) e Governador Edison Lobão (dia 28). Em junho o projeto será desenvolvido em Carutapera, Amapá do Maranhão, Itinga, Buriticupu e Anajatuba. Até o final do ano, a segunda etapa visita mais 25 municípios.

Iema de Pindaré sediará etapa estadual de concurso nacional de robótica


Criado para promover a educação profissional e tecnológica no estado, o Instituto de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) avança na concretização de seu objetivo. No mês de setembro, a Unidade Plena de Pindaré Mirim receberá a etapa estadual do Torneio Juvenil de Robótica 2016.

“A realização desse evento é importante porque significa que estamos no caminho certo. Que acertamos ao criar o Iema e oferecer uma educação profissional e tecnológica em tempo integral. Os primeiros frutos começam a aparecer”, disse o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada.

O Torneio Juvenil de Robótica (TJR) é um evento gratuito de abrangência nacional que ocorre desde 2009 e que tem como objetivo a difusão da Robótica no ambiente escolar da Educação Básica até a Educação Superior, uma oportunidade para os alunos maranhenses.

“É a abertura de mais uma janela de oportunidades educacional e profissional, para que eles possam desenvolver novas competências e habilidades técnicas”, destacou Almada.

Além disso, o secretário também falou da conquista que o evento representa para os professores da instituição. “Isso tudo representa também o reconhecimento desses professores enquanto profissionais e indivíduos, além dos materiais lá existentes, fundamentais para o desenvolvimento de uma educação de qualidade”, concluiu.

Torneio

Durante o ano, o TJR – Torneio Juvenil de Robótica –, realiza etapas regionais, em que as equipes escolares melhor colocadas nas etapas concorrem numa etapa final que este ano será realizada no Rio de Janeiro, competição que envolve viagem, premiações, além de material para desenvolvimento das capacidades dos alunos envolvidos. Outra novidade é que os vencedores de 2016 também irão participar de uma etapa internacional.

A final do TJR Torneio Juvenil de Robótica será realizada no dia 26 de novembro, no Rio de Janeiro. A etapa estadual do concurso será realizada no dia 2 de setembro, no Iema de Pindaré Mirim.

Para participar, os alunos e professores precisam formar equipes e submeter o projeto, bem como candidatura à organização do evento, o que pode ser feito no site http://www.torneiojrobotica.org.

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Governo prepara programação nesta sexta-feira (29) para comemorar o Dia Internacional da Dança





Para comemorar o Dia Internacional da Dança, o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), reúne nesta sexta-feira (29) às 19h, na galeria do Centro de Criatividade Odylo Costa filho, localizado na Rampa do Comércio, Praia Grande, São Luís, grupos, companhias, escolas e bailarinos independentes em programação alusiva à data.

O Dia Internacional da Dança é comemorado anualmente em 29 de abril. No evento da Sectur, estarão juntos estilos como o ballet clássico, balé aéreo, dança contemporânea, dança de salão, dança popular, dança do ventre, street dance e jazz.

O diretor do Teatro Alcione de Nazaré, Abelardo Telles destaca que o Dia Internacional da Dança está sendo lembrado cada vez mais pelos bailarinos, pois reconhecem que é importante celebrar a data para que ganhe maior visibilidade. “As apresentações que irão ocorrer na noite desta sexta-feira é uma forma de incentivo à cultura, além de ser um meio de entretenimento para o público que vai prestigiar”, afirmou.

Durante a programação será realizada uma homenagem a bailarina e professora Ana Duarte que faleceu no dia 26 de março. A intenção do evento é reunir os amantes da dança e o público em geral, além de apresentar os artistas maranhenses de companhias, escolas, grupos e bailarinos independentes. Estarão se apresentando a Pulsar Companhia de Dança, Leônidas Portela, Escola de Dança Corpo e Alma, Ballet Olinda Saul, Lucenas Marques, Solange Costa, entre outros.


Em dois meses mais de 4 mil pessoas foram atendidas na Carreta da Hanseníase




O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), inovou no combate à Hanseníase com ações voltadas para a busca ativa e diagnóstico precoce da doença. Prioridade na pasta da saúde pelos números de casos notificados no Estado, a população ganhou a partir do governo Flávio Dino uma importante aliada: a Carreta da Hanseníase.

O projeto é do grupo farmacêutico Novartis, desenvolvido em um esforço conjunto com o Ministério da Saúde (MS), Secretarias Estaduais de Saúde, Secretarias Municipais de Saúde e do Conselho Nacional de Secretarias de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems).

Desde 2009 ele é executado no Brasil como um centro de saúde móvel atendido por um grupo multidisciplinar de profissionais de saúde locais que viajam para as regiões do país mais afetadas pela doença e prestam os seus serviços.

A carreta é composta por cinco consultórios e um laboratório para diagnóstico e faz distribuição gratuita de medicamentos. Por sua expressividade, o Governo do Estado solicitou ao Ministério da Saúde os serviços da Carreta, que passou a ter um programa de atuação nos municípios maranhenses.

O trabalho da Carreta da Hanseníase no Maranhão foi divido em dois roteiros, até agora. O segundo ciclo de atendimentos começa nesta terça-feira (26), que será realizado até o dia 08 de julho. Nesta segunda fase, 37 municípios receberão a Carreta da Hanseníase.

O primeiro roteiro da Carreta teve início no dia 16 de fevereiro em São Luís, e foi finalizado no dia 19 de abril no município de Fernando Falcão. Nesse primeiro ciclo, foram realizados 4.030 atendimentos em 25 municípios do Estado. Ao todo 107 novos casos foram diagnosticados e 63 casos suspeitos estão em investigação pelas equipes de Atenção Básica dessas localidades.

Para o secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, prevenir, diagnosticar e tratar a Hanseníase é prioridade na gestão de saúde do governador Flávio Dino. “Esta ação pioneira aqui no Maranhão, de trazer a carreta, só foi possível graças à sensibilidade e esforço do governador Flávio Dino. Nosso estado está há mais de 15 anos no ranking de maior incidência de casos da doença no país. Mas esse é apenas o começo para mudarmos a situação, além de trazer a carreta, o estado investe fortemente na busca ativa destes pacientes. Estamos bem próximos de sairmos desta estatística”, explicou o secretário.

De 13 a 15 de abril, a Carreta da Hanseníase esteve na cidade de Barra do Corda. A coordenadora municipal do Programa da Hanseníase, Cristiana Marcelino da Silva, trabalha no programa há 15 anos e, segundo ela, atualmente é possível ver os resultados das ações de saúde realizadas em parceria com o estado.

“Temos visto as ações inovadoras que o estado está realizando e é possível observar o olhar de atenção para a população maranhense. Esta é a primeira vez em 15 anos que vejo iniciativas como essa da Carreta aqui em nossa cidade. Em três dias foram 200 atendimentos com três casos confirmados. A população se demonstrou satisfeita em poder contar com o serviço”, garantiu a coordenadora.

A auxiliar de cozinha Maria Auxiliadora, de 36 anos, que foi atendida na Carreta da Hanseníase nesse primeiro roteiro, contou como ficou sabendo do serviço e como foi o atendimento. “Soube que poderia fazer os exames na carreta pela internet, minha sobrinha viu em uma rede social e me avisou. Vim porque faz tempo que observo algumas manchas. Fico feliz por hoje ter dado certo e soube que não é a doença. Está tudo bem”, explicou Maria Auxiliadora.

Raimunda Mendonça, coordenadora Estadual do Programa da Hanseníase, explicou o interesse do estado em trazer a Carreta para o Maranhão. “Sabemos da importância de interromper o ciclo de contágio dessa doença, e isso só é possível com a iniciação do tratamento. A Carreta é uma importante estratégia de mobilizar e ampliar os atendimentos. A população adere ao apelo visual da Carreta, as equipes locais prestam esses atendimentos e os resultados são as notificações de novos casos com a iniciação do tratamento”, disse.

Ainda segundo a coordenadora, a rotina normal de atendimentos não possibilita a mesma quantidade de exames e notificação. “Por vezes, nem mesmo aqueles que possuem suspeita da doença procuram a unidade básica de saúde. E as ações de busca ativa não têm suporte para alcançar esse mesmo quantitativo de atendimento. A carreta chama atenção e é um meio mais fácil da própria população ir em busca do serviço de saúde”, completou a coordenadora Raimunda Mendonça. 

Maranhão participa da Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente




O Governo do Maranhão participou da 10ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. O evento foi realizado, de domingo (24) a quinta-feira (28), no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), em Brasília. O estado foi representado pela presidenta da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA) e do Fórum Nacional de Dirigentes Governamentais de Entidades Executoras da Política de Proteção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Fonacriad), Elisângela Cardoso.

A Conferência discutiu, este ano, o tema ‘Política e Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes – Fortalecendo os Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente’. Elisângela disse que “os temas que foram discutidos partem do debate acerca das estratégias para garantir a reforma política dos Conselhos de Direitos da Criança e do Adolescente e foi possível a troca de experiências e a participação efetiva de diversos atores”.

O evento reuniu 1.187 delegados de todo o Brasil, que foram eleitos nas etapas estaduais. Este ano a conferência teve um diferencial, com a realização das Conferências Conjuntas em que as discussões ocorreram de forma unificada.
 
Fonacriad

Na segunda-feira (25), ocorreu uma reunião com os gestores que compõem o Fórum Nacional de Dirigentes Governamentais de Entidades Executoras da Política de Proteção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Fonacriad), ocasião em que foi estabelecida uma pauta nacional sobre as medidas socioeducativas. Também, foi criada uma campanha a favor das medidas socioeducativas que contou com a participação de diversas organizações.

“Sentimos a necessidade de estabelecer uma pauta nacional conjunta, que tem por finalidade a retomada dos princípios inscritos em todos os marcos legais que criamos para a defesa e garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes. Além disso, o evento é importante para mapearmos as experiências exitosas em boas práticas na socioeducação”, destacou Elisângela Cardoso.

O Fonacriad é um encontro periódico entre os gestores das instituições estaduais responsáveis pelo atendimento dos adolescentes em conflito com a Lei e tem como objetivo promover a articulação entre os dirigentes, fortalecendo o debate sobre a ação socioeducativa no Brasil, destacando avanços e desafios do sistema. O próximo encontro acontecerá nos dias 29 e 30 de junho, em Curitiba.

Além dos gestores do Fonacriad participaram representantes do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), Fórum Nacional da Justiça Juvenil (Fonajuv), Rede Nacional de Defesa do Adolescente em Conflito com a Lei (Renade), Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e Pastoral Nacional do Menor (Pamen).