Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

PACTO PELA PAZ

PACTO PELA PAZ

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Jorge Oliveira também recepcionou Flávio Dino em Afonso Cunha!

O prefeito de Duque Bacelar, Jorge Oliveira, PC do B, com uma comitiva de lideranças políticas, entre vereadores, o vice-prefeito Carreta, e o ex-prefeito Flávio Furtado, estiveram nesta terça-feira, 21, recepcionando o governador Flávio Dino, também do PC do B, na cidade de Afonso Cunha, na inauguração do trecho de mais de 40 k da MA 123, que liga o município à Coelho Neto.

Na oportunidade o prefeito de Duque Bacelar, conversou demoradamente com o prefeito de Coelho Neto, Américo de Sousa, PT, sobre as parcerias.

Quando usou a palavra na solenidade o prefeito Américo falou abertamente da conversa que obteve ali com o prefeito de Duque Bacelar, inclusive chegou a citar o teor da conversa que se tratava das parcerias de saúde pública. 

Para Jorge Oliveira está em Afonso Cunha foi mais um dia de trabalho. Na ocasião o prefeito não perdeu oportunidade e teve uma conversa proveitosa com o secretário de estado da infraestrutura Cleyton Noleto, sobre Duque Bacelar.
Jorge também chegou a conversar com o governador Flávio Dino, e recebeu uma atenção especial como prefeito, amigos e correligionários que são desde os velhos tempos.

Em seu discurso Flávio Dino, citou Jorge Oliveira e até o chamou para perto de si quando falava.

O gesto de reconhecimento do governador para com Jorge Oliveira que foi amigo de primeira hora rendeu muitos aplausos na solenidade e ficou mais uma vez nítido o reconhecimento que ele tem pelo prefeito de Duque Bacelar. 

Falando de Jorge Oliveira na microrregião de Coelho Neto, ele é o prefeito que tem mais se destacado com conjunto de ações nos primeiros dias de gestão.

Seus passos e disposição em trabalhar para a população estão sendo comparados com os do colega prefeito Zé Reis de Aldeias Altas. Zé parece se diferenciar pelo fato de virar “corujão da noite” tendo hora para começar, mas sem ter para acabar.


Do Blog do Ezequias Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário