GPI - Provedor

GPI - Provedor

Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM!

ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM!

COLABORADORES

COLABORADORES

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Presidente da Câmara de Coelho Neto esclarece a retirada das arvores de frente do prédio da Câmara.



O vereador presidente da Câmara de Coelho Neto, Márcio Almeida PSD, esclarece o motivo que levou ele autorizar a retirada das duas arvores de frente do Prédio do Parlamento Município.
Presidente da Câmara de Coelho Neto Márcio Almeida.
 A justificativa do edil é óbvio. Segundo Márcio Almeida, as arvores estavam comprometidas e podia a qualquer momento trazer prejuízos para quem fosse buscar sombra debaixo delas, ou pra qualquer veículo estacionado ali. O Parlamentar acrescentou ainda que outras duas arvores foram plantadas.

De sua cabeça sem si quer uma só reclamação de moradores o blogueiro Samuel Bastos, querendo mostrar serviço pro seu chefe Soliney que nunca se conformou com a histórica derrota, diz que o caso teve repercussão. Pura mentira do interesseiro.  

Classificar a retirada das alvores de arbitrariedade como fez o Portal Gaditas, aliado ao prefeito Soliney Silva, é no mínimo nojento e inaceitável para quem tem noção.

Para Márcio Almeida o blogueiro é puxa saco e sem conteúdo o que justifica publicar tantas baboseiras. Segundo o vereador Márcio Almeida, atos de arbitrariedade mesmo é deixar os funcionários da saúde sem receber os seus vencimentos; receber mais de 7 milhões de reais das creches que deveriam estar com pelo menos 70% da construção feita e não estar.

Outra atitude nada republicana do prefeito Soliney Silva, que o vereador Presidente da Câmara Márcio Almeida chama de arbitraria (que o Portal Gaditas, poderia publicar) era de ele(Soliney) já recebeu mais de 231 mil reais do governo Federal afirmando que crianças de 0 a 4 anos estão matriculadas nas creches que nem foram construídas.” Isso sim, é que é arbitrariedade, “diz o Presidente da Câmara Márcio Almeida.

         

Nenhum comentário:

Postar um comentário