Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Luís Serra, na zona rural tem visto de perto a situação de abandono do Município.

O candidato a prefeito de Coelho Neto, Luís Serra, da Coligação “Muda Coelho Neto” ao lado de sua vice-prefeita Irmã  tem intensificado sua agenda de campanha na zona rural de Coelho Neto, vendo de perto o estado de abandono que a gestão atual impôs ao homem do campo. 

Se comprometendo resgatar muitas coisas que Guanabara, Dra. Márcia e Dr. Magno Bacelar fez, nesta quarta-feira, o prefeitável acompanhado de uma comitiva composta de candidatos a vereador e da ex-prefeita Márcia Bacelar, fez mais uma proveitosa visita à zona rural.
Luís Serra, ao lado de lideres de três congregações do campo: Nonatinho, dirigente da Baixa Fria, e missionário da região; Evilásio do Cafundó e Manasses Quatis 2.  

Luís Serra, ao lado de Seu Baiô, 
O seu primeiro compromisso na tarde desta quarta feira foi no Povoado Quatis. Dos Quatis Luís Serra e sua comitiva seguiram para o Povoado Paú dos Crentes Já no Município de Aldeias Altas onde participou de uma reunião muito proveitosa.
                                                   Simbolismo
A ida do candidato a prefeito Luís Serra aos Quatis e depois a Localidade  Paú dos Crentes, além do resultado eleitoral também tem um simbolismo muito forte. No Paú dos Crentes sobre a liderança de Crispim Ferreira da Rocha o irmão Ió, foi fundada a primeira Congregação da Assembleia de Deus no Campo de Coelho Neto. Nos Quatis com Paulo Martins foi criada a segunda congregação do campo. Por onde Luís Serra e Lú passam nos termos dos evangélicos recebem além do apoio eleitoral a garantia de que as Igrejas estão orando pelo projeto.

Retornando para Coelho Neto, Luís Serra entrou no Povoado Cafundó para dá um abraço ao seu colaborador de campanha Elizeu Martins irmão do candidato a vereador Ezequias Martins, que na oportunidade festejava o seu aniversario em um culto em Ação de Graças.

Naquela oportunidade Luís Serra, ao lado de seu Baiô (Patriarca da Família) parabenizou Elizeu e falou um pouco de seus projetos políticos para Coelho Neto, e lamentou bastante o ato insano de Soliney de usar pessoas para assinar o embargamento das obras onde aquela localidade foi bastante penalizada.

O Povoado Cafundó com o embargo das obras perdeu o poço artesiano para a escola, que seria iniciado logo que se concluísse o do Povoado Baixa Fria que ficou incompleto, e a construção da estrada vicinal que foi paralisada no trecho da Volta ao Cafundó.  

Luís Serra parabenizou mais uma vez o então prefeito Magno Bacelar que construiu ali no Cafundó uma moderna escola, do Programa de exterminação das escolas barracões do município, e a eletrificação rural do “Luiz para Todos” que embora fosse do Governo federal, mas teve todo o empenho do gestor municipal.

“Eu estou preparado para ser o prefeito de Coelho Neto. Aqui a minha primeira obra será fazer a estrada até a entrada e daqui para a Baixa Fria,” diz Luís Serra, aplaudido pelos presentes que tem a obra como um sonho.

Segundo Luís Serra, o Poço e outros benefícios que melhora a qualidade de vida do homem do campo ali, também estão nas prioridades de governo.

As agendas do candidato a prefeito do PSDB nas comunidades evangélicas são frutos da parceria dele com a vice-prefeita Irmã Lú.
         


Nenhum comentário:

Postar um comentário