Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

PACTO PELA PAZ

PACTO PELA PAZ

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

O esforço desesperado de Jademil para desvincular a sua imagem de Soliney

Nunca se viu em um processo de sucessão o candidato a sucessor não querer colar a sua imagem a de seu líder de forma tão clara como está acontecendo agora em Coelho Neto...
O pré-candidato a prefeito indicado pelo prefeito Soliney Silva Jademil Gedeon PMDB, vive esse dilema sério de não querer associar a sua imagem a de seu chefe politico.  


O maior exemplo está no nome de sua coligação: geralmente governista  se faz menção a gestão em curso para a população entender que o que se eleger o próximo governo terá os traços do presente, mas Jademil querendo distância de Soliney colocou o nome da coligação de “Por amor à Coelho Neto”, sem nem de longe associar a gestão de Soliney.  

Sem saber de nada disso, o cantor piauiense Lázaro do Piauí, fez o jingle oficial da campanha exatamente dentro da logica falando em Soliney. O pior, de associar o nome de Soliney a imagem de Jademil, é que um trecho da música fala que terá mais habitação enquanto Soliney não fez nem uma casa. Há que diga que Jademil vai passar muitos constrangimentos com o jingle.  

  Outra evidência grande de que Jademil não quer ser visto como candidato do atual prefeito é que por onde ele passou na pré-campanha é tentando fazer o povo acreditar que os projetos abandonados pela gestão atual vão ter uma atenção especial sua como capitação de agua do Rio Parnaíba, esgotamento sanitário e outras obras de grandes relevâncias iniciada por Dr. Magno.   

Coitado! Engano seu. Coelho Neto não se deixa levar por estas coisas. Todos sabem que Jademil é a continuidade desta péssima gestão e que mudança nenhuma terá com ele eleito. Como se não bastasse carregar a sua rejeição que já é bastante acentuada por suas truculências ao longo dos anos em Coelho Neto, seu Jademil ainda amarga à altíssima rejeição de ser o candidato de Soliney Silva.

Soliney também está fazendo o mesmo com Jademil. Na medida em que Gedeon mostra interesse de se distanciar de Soliney o mandatário vai deixando o seu candidato a prefeito no mato sem cachorro.  

Diante da postura adotada pelo mandatário de abandonar o seu candidato a sucessor parece que Soliney quer seguir uma velha tática de Chico Burlamaque em Duque Bacelar de não querer eleger o sucessor para que o desgaste de sua gestão não respingar em si e abreviar o seu retorno ao poder.

Como Soliney tem a ampla consciência de que não construiu ao longo de sua carreira politica amigos, mas sim aliados de conveniência ao terminar as eleições de outubro, mesmo que Jademil fosse eleito ele não se sustentaria como um líder absoluto do grupo, chegando a dezembro com o seu poder de mando esvaziado. Por isso ele estuda outras estratégias. Afinal de contas Soliney está há 18 anos com mantados e será muito doloroso pra ele enfrentar um montante de processo sem a vestidura do mandato de prefeito ou de deputado estadual como ele tem desde 1998.

O cenário politico para Jademil é nada favorável: além de vê a sua rejeição aumentando por sua imagem e por ser o candidato do governo, sofre o desprezo dado por Soliney e ainda vive pressionado pelos pré-candidatos a vereador, vendo suas chances cair nas aguas do rio Parnaíba.  
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário