MAIS OBRAS

MAIS OBRAS

Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

sábado, 27 de agosto de 2016

Soliney, esqueça a flor, você é da bala!


São mais de 7 minutos do que ele sabe fazer de melhor: enganar a população. O áudio de Soliney que roda pelas redes sociais é o retrato de um prefeito que, por sua atitudes tão contraditórias, nos leva a acreditar que estamos sendo governados por alguém que, no mínimo, já não tem constância emocional.

O perfil bonzinho e manso é o que menos combina com ele. Soliney com sua tentativa frouxa de se vitimizar, parece ter conseguido apenas debochar da população de Coelho Neto, afinal, quando ele pede um debate sem baixarias, esquece que a 2 semanas atrás estava discursando em tom visivelmente alterado, em uma verborragia de calúnias contra os dois outros candidatos a prefeito.

Soliney, com seu áudio deixa bem claro algo que todos suspeitavam, alterna de humor como quem troca de roupa, e confessa: possui mais de uma personalidade.

A “novidade” que temos um prefeito inconstante, levanta a dúvida: o Jademil, afinal, está sendo apoiado pelo Soliney calminho ou pelo raivoso da pancadaria? 

Quando Soliney parte para a calúnia contra o cunhado de Jademil, estamos vendo o prefeito manso ou o inconsequente brigador?

Quando Soliney causou a pancadaria no Sindicato, ele já era adepto dessa política apenas de debates?

Quando Soliney agrediu Cruz, ele já acreditava no diálogo, como demonstrou no áudio?

Soliney diz que se quiser falar de baixaria, é para falar com o homem Soliney. Então quer dizer que o homem Soliney é da baixaria?

Nenhum comentário:

Postar um comentário