MAIS OBRAS

MAIS OBRAS

Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Rompimento à vista...

Os rumores de que o vice-prefeito de Coelho Neto (MA), Antonio Pires (PC do B) estaria insatisfeito com as atitudes do prefeito Américo de Sousa (PT) parecem se confirmar.

As últimas informações sobre o assunto vieram da zona rural, onde o comunista Antonio Pires se considera forte liderança política.

Sempre que visita algum povoado, Pires é indagado se vai ou não cumprir com as suas promessas de campanha, em que a mais exigida seria a renovação de contrato de trabalho dos vigias. 

Segundo alguns desses vigias, a Secretaria de Educação já informou que não vai mais contratar ninguém, e que o trabalho que eles faziam seria feito agora, de forma gratuita, pela comunidade. Mesmo assim, os vigias estariam confiantes no prestígio e peso político do vice-prefeito e da sua esposa, vereadora Liza Pires (PC do B).

A decepção desses esperançosos eleitores do casal deu-se quando Antonio Pires, ao ser cobrado das promessas, teria respondido que não poderia fazer nada diante da decisão do prefeito, mesmo não concordando.


Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come!

No meio dessa silenciosa intriga estaria o fiel escudeiro de Antonio Pires, Albertino Veríssimo, secretário da agricultura, indicado pelo comunista.

Segundo o que se comenta a boca larga, Américo de Sousa quer evitar que a Secretaria de Agricultura seja conduzida por Albertino em benefício político de Antonio Pires, o que teria motivado um distanciamento entre os dois velhos aliados.

Informações atualizadas dão conta que Antonio Pires, ao tomar conhecimento de uma recente visita do prefeito Américo de Sousa e do secretário Albertino ao agricultor João Batista, no povoado Quatis, teria considerado quebra de fidelidade do Secretário de Agricultura por não tê-lo convidado.

Diante disso, a situação mais delicada é a do secretário Albertino, cujo dilema seria acatar as ordem do prefeito ou manter a fidelidade ao vice. Ou seja, “se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”!


DO BLOG DIRETO AO ASSUNTO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário