MAIS OBRAS

MAIS OBRAS

Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Soliney perde em Coelho Neto e está liquidado!... Agora, destino é incerto.

Blog do Neto Ferreira 


1Soliney Silva, prefeito de Coelho Neto, viu seus projetos políticos fracassarem no último domingo (2). Isso porque o candidato que apoiava, Jademil Gedeon (PMDB), sobrinho do desembargador Jamil Gedeon, perdeu a disputa pela Prefeitura para o candidato Américo de Sousa (PT), que conquistou 35.15% do eleitorado.
Com a imagem desgastada, em virtude de escândalos de corrupção e da péssima administração no comando da Prefeitura de Coelho Neto, Soliney não conseguiu emplacar a candidatura do seu sucessor. Desse modo, vai ter que aprender a lidar com a falta de poder , pelo menos, pelos próximos quatro anos.
Certo é que a derrota não estava nos planos de Soliney, que agora se depara com um destino incerto. A única certeza que o gestor tem é que continua na mira da Justiça. No mês de junho deste ano, o Blog Neto Ferreira publicou a denúncia feita pela Procuradoria Regional da República da 1ª Região  contra Soliney Silva ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região por lavagem de dinheiro
Reveja a matéria do Blog do Neto Ferreira


A Procuradoria Regional da República da 1ª Região (PRR1) denunciou o prefeito de Coelho Neto, Soliney de Sousa Silva, ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) por lavagem de dinheiro.
Segundo o documento da PRR1, a denúncia se baseia no relatório produzido pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) que foi enviado ao Ministério Público Federal (MPF). O levantamento aponta desvio das contas da Prefeitura e repassados para empresas ligadas ao prefeito no valor de R$ 3,72 milhões.
“O inquérito policial foi instaurado a partir da requisição desta Procuradoria Regional da República com a finalidade de apurar indícios de lavagem de capitais a partir do desvio, malversação e realização de despesas em desacordo com as normas pertinentes, considerando o teor das informações consignadas no Relatório de Inteligência Financeira 7226, produzido pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF)”, afirmou o teor da denúncia.
A Procuradoria Regional diz também que entre os anos de 2009 e 2011 ocorreram saques de valores de valores vultuosos em espécie das contas da Prefeitura de Coelho Neto.
Além disso, durante as investigações foram identificadas movimentações financeiras atípicas em relação ao patrimônio declarado por Soliney de Sousa.
“Na realidade, as apurações criminais revelaram que o denunciado Soliney de Sousa e Silva valeu-se de algumas contratações específicas, celebradas com empresas de “fachada” para, em conluio com os representantes dessas empresas, desviar dinheiro em benefício próprio e alheio e, após, dissimular o retorno do dinheiro ao seu patrimônio por meio de operações financeiras de lavagem por meio de seus familiares”, detalhou a PRR1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário