Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

terça-feira, 25 de agosto de 2009

MA terá recursos para pequenos produtores






SÃO LUÍS - O incremento de Arranjos Produtivos Locais (APL) foi o tema principal da reunião de técnicos do governo do Estado do Maranhão e dirigentes do Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os APL’s do Estado do Maranhão devem receber recursos de R$ 15 milhões, sendo 50% oriundos do Tesouro estadual e 50% do BNDES.


O secretário de Estado do Planejamento e Orçamento, Gastão Vieira, ressaltou que esse é um momento excepcional para a implementação de políticas públicas que assegurem ao Maranhão crescimento e desenvolvimento econômico mais consistente, com a redução das desigualdades regionais e uma melhor distribuição de renda. “Vamos fortalecer a agricultura familiar, a pequena produção. Vamos tornar produtivos os assentamentos no Estado”, declarou o secretário.


O secretário Gastão Vieira disse que, de acordo com a orientação da governadora Roseana Sarney, o Estado tem buscado parcerias na formulação de novas estratégias para a implementação de programas de geração de emprego e renda, de inclusão social e combate à fome, para garantir aos pobres a oportunidade de produzir. “Para tanto, vamos incentivar e apoiar o crescimento da agricultura familiar e a melhoria das condições de trabalho dessas pessoas, com o apoio dos diversos órgãos do Estado, entre os quais as secretarias de Agricultura, de Desenvolvimento Agrário e do Nepe”, ressaltou.


O secretário também lembrou que a proposta é de implementação de políticas compensatórias, como o Programa Bolsa Família do governo federal. “O pensamento da governadora Roseana Sarney é estabelecer um piso mínimo de R$ 100,00 para as famílias beneficiárias do Bolsa Família no Maranhão. Assim, aquelas que ganham R$ 62,00 teriam sua renda mensal elevada para R$ 100,00 e esta diferença seria paga pelo governo do Estado, através do Fumacop, o Fundo Maranhense de Combate à Pobreza”, explicou o secretário Gastão Vieira.


Projetos


O gerente da Área Social do BNDES Economia Solidária, Guilherme Franco Montoro, explicou que os projetos que vão receber incentivo serão selecionados a partir de um edital, que será disponibilizado a todos os interessados. Segundo ele, esse financiamento será destinado àqueles que tradicionalmente não têm acesso aos sistemas formais de crédito. “São associações de pequenos produtores que terão a oportunidade de montar ou incrementar os seus negócios”, ressaltou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário