Buriti, Novo Tempo, Nova História!

Buriti, Novo Tempo, Nova História!

Mensagem da Semana

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Apocalipse 22:12

ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM!

ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM!

COLABORADORES

COLABORADORES

sábado, 17 de agosto de 2019

Familiares interrompem velório ao suspeitar que morto estaria mexendo no caixão


Foto meramente ilustrativa
A família de um homem morto na última quinta-feira (15) tomou um susto durante o velório. A mulher do falecido sentiu que a mão dele apertava a dela, e outras testemunhas dizem que o corpo chegou a suar. O caso aconteceu nesta sexta-feira(16), em São Luís do Curu, no Ceará.

O homem, identificado como Raimundo Bezerra de Sousa, de 61 anos, morreu às 22h da quinta-feira, enquanto era atendido em hospital de Itapipoca. Ele foi internado depois de passar mal na cadeia de Trairi, onde estava preso.

O corpo chegou a São Luís do Curu para o velório por volta das 8h30 desta sexta-feira (16). Às 11h30, a mulher do morto sentiu a mão dele a apertando. Outras testemunhas também contam que ele levantou alguns centímetros do caixão e o corpo estaria suando.

Depois de perceber os supostos sinais vitais, a família entrou em contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Os profissionais de saúde examinaram o corpo e constataram que ele realmente estava morto.

Não satisfeitos com a resposta, os familiares ainda levaram o corpo ao Hospital Municipal Antônio Ribeiro da Silva, em São Luís do Curu. O médico realizou mais exames e concluiu que não havia mais sinais vitais. Após o vai e vem, Raimundo Bezerra pôde enfim descansar em paz: por volta das 18h, o corpo dele foi sepultado.


Do Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário